Skip to content

De Estremoz, com cheiro a terra

Joao Paulo Martins

“A zona de Estremoz, inserida na sub-região alentejana de Borba, é o verdadeiro coração da produção alentejana de vinho. É ali, num raio de alguns quilómetros à volta do castelo, que encontramos o que poderemos chamar de “mar de vinhas“. O microclima particular, em que as noites de Verão são frescas, contribui para que os vinhos resultem muito equilibrados e sempre com boa frescura. Os solos, onde domina o xisto, mostram imensa capacidade para a produção de bons vinhos. Não se estranha assim os muitos produtores que existem na zona e a excelente qualidade geral que os vinhos apresentam, não só tintos como também brancos. Aqui encontramos as clássicas castas tintas alentejanas como a Trincadeira e o Aragonez, ao lado do Alicante Bouschet, Syrah e Touriga Nacional, hoje as coqueluches da região.”

Outros artigos de opinião